Versão OriginalMenu
Valdelice Bonifácio | 7 de Fevereiro de 2018 - 15:13:00

Escolas de samba festejarão os 40 de MS na avenida

Desfiles serão realizados nas noites de segunda e terça na Avenida Alfredo Scaf
Escolas de samba retratarão história, costumes, fauna e flora de MS na avenida do samba

Uma aula sobre a história e a cultura de Mato Grosso do Sul a céu aberto. Assim será o desfile das escolas de samba de Campo Grande marcado para as noites de 12 e 13 de fevereiro, na Avenida Alfredo Scaf, no Bairro Santo Antônio. Neste ano, todas as escolas abordarão um mesmo tempo: os 40 anos de Mato Grosso do Sul, completados em outubro do ano passado.

“O tema veio a calhar para o momento. Fizemos uma reunião com a escola, sugerimos e todas aceitaram trabalhar o mesmo tempo. Porém, cada uma delas trabalhou livremente o seu samba enredo”, explica Eduardo Souza Neto, presidente da Liga das Escolas de Samba de Campo Grande (Lienca).

Conforme o dirigente, a expectativa para os desfile deste ano é muito grande, isso porque trata-se de um tema muito rico. “É uma grande oportunidade de transmitirmos conhecimento sobre a história e cultura do Estado ao público que virá nos assistir”, afirma Eduardo Neto.

Até mesmo a escola mirim Herdeiros do Samba vai tratar o tema único, sob o enredo ‘Nas águas mergulhei, nas águas me lavei, nas águas me criei, mas águas me alimentei, Mato Grosso do Sul admirei.’ No grupo de acesso, a Unidos do Bairro Cruzeiro escolheu o enredo Raízes, Mato Grosso do Sul é Pantanal; a Cinderela Tradição do José Abrão apresentará ‘Nas asas do Beija Flor, um berço de cultura se transformou. Mato Grosso do Sul 40 anos de Farturas Culturais’; e a Unidos do Aero Rancho levará ao desfile ‘Tá vendo este Estado moço? Nós ajudamos a construir.’

Já o grupo especial virá com Igrejinha (40 anos de criação do Estado de Mato Grosso do Sul. Em terras pantaneiras, tem samba sim senhor); Unidos da Vila Carvalho (Lendas do Mato Grosso do Sul); Deixa Falar (Cio da Terra – Sob as lentes de Roberto Higa, 40 anos de Mato Grosso do Sul); Catedráticos do Samba (Com as mãos e a garra de um povo sonhador, surge um novo Estado. 40 anos de Mato Grosso do Sul – Aquidauana: Começa aqui o Pantanal); Unidos do São Francisco (Comitiva Pantaneira).

Outro diferencial deste ano é que os jurados foram capacitados por um carnavalesco de São Paulo, para garantir uma avaliação mais técnica dos desfiles. A Lienca convocou 27 jurados titulares e três suplentes. Todos são profissionais ligados à arte como músicos, dançarinos e coreógrafos.

Eles ficarão divididos em três torres ao longo da avenida e vão julgar nove quesitos, entre os quais bateria, samba-enredo, comissão de frente; evolução, fantasia e harmonia.

Público – A expectativa é de que os dois dias de desfiles levem cerca de 25 mil pessoas à avenida do Samba da Capital. Conforme Eduardo Neto, o show do grupo de pagode Só Pra Contrariar na noite do dia 12 na Praça do Papa deve ajudar a atrair público para o desfile.

A prefeitura cederá arquibancadas, banheiros químicos, palcos e estrutura de iluminação. O governo do Estado também colaborou doando R$ 275 mil, dinheiro que foi dividido entre as escolas.

Conforme o dirigente, é possível que o carnaval deste ano seja mais modesto do que no ano passado. “Isso porque as coisas ficaram muito caras. A planilha de custos subiu muito o que dificultou para as escolas. Porém, estamos na expectativa de um desfile criativo. O que faz a diferença é o talento do carnavalesco”, mencionou.

Ordem dos desfiles – Na noite de 12 de fevereiro, as escolas do grupo de acesso se apresentarão na Avenida. Um bloco convidado abrirá as apresentações às 19h. Na sequencia desfilam, Herdeiros do Samba;  Unidos do Aero Rancho; a Cinderela Tradição do José Abrão e a Unidos do Cruzeiro.

Já na noite de 13 de fevereiro, desfilam as escolas do grupo especial. A Unidos dos São Francisco abrirá as apresentações às 20h seguida por Igrejinha; Deixa Falar; Catedráticos do Samba e Vila Carvalho.

No dia 15, quinta-feira, será realizada a apuração das notas obtidas na Concha Acústica Família Espíndola, na Praça do Rádio Clube, no Centro de Campo Grande,  a partir das 17 horas

No dia 16, sexta-feira, haverá a noite da Premiação na Concha Acústica Família Espíndola – Praça do Rádio Clube ou outro local a ser definido pela Liga, partir das 19h30.

Programação do Carnaval divulgada pela prefeitura: 

08/02 – Bloco Evoe Baco – Bairro Amambaí – 17h ás 23h
09/02 – Rockers – Orla Ferroviária – 16h ás 22h
09/02 – Bloco Tropicanapa – Esplanada Ferroviária 15h ás 23h
10/02 – Bloco Cordão Valu – Esplanada Ferroviária (Rua General Melo) 14h às 22h
10/02 – Rockers – Orla ferroviária – 16h ás 22h
11/02 – Orquestra Vai Quem Vem – Praça Radio clube – 07h ás 22h
11/02 – Matinê – Praça do Papa – 15h ás 20h
11/02 – Desfile dos Blocos da ABLANC – Esplanada Ferroviária – 15h ás23h 12/02 – Primeiro dia de desfile das Escolas do grupo de Acesso – Praça do Papa (Av. Alfredo Scaf ) – 19h ás 24h
12/02 – Show com SPC – Praça do Papa (Av. Alfredo Scaf) – 19h ás 24h
12/02 – Bloco Capivara Blasé – Esplanada Ferroviária (Rua Dr. Temístocles) – 16 ás 24h
13/02 – Segundo dia de desfile das Escolas do Grupo Especial – Praça do Papa – (Av. Alfredo Scaf)
13/02 – Bloco Cordão Valu – Esplanada Ferroviária – (Rua General Melo) – 14h ás 24h
15/02 – Apuração dos Votos – Praça de Rádio Clube – 16h ás 23h –
16/02 – Premiação – Praça Radio Clube – 16h ás 23h
17/02 – Bloco Capivara blasé – Esplanada Ferroviária – 16h ás 24h – (Rua Dr. Temístocles) – 16h às 24h

Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews