Versão OriginalMenu
Da redação | 11 de Fevereiro de 2018 - 12:15:00

62ª Concafras inicia com mais de duas mil pessoas

Todos os participantes percorrearam bairros de Campo Grande neste domingo
João Carlos Rosa é o presidente da 62ª Concafras

O presidente da 62ª Concafras, João Carlos Rosa, destacou que os registros da edição de 2018 são resultado do planejamento da organização do congresso. “As 138 cidades, 21 estados e 9 países que recebemos hoje refletem o trabalho desenvolvido nos últimos três anos, tanto aqui quanto em Uberlândia, onde acontece o mesmo evento de forma paralela. Os locais são devidamente selecionados e preparados com muita antecedência”.

Para ele, uma das características principais do congresso, que é um dos maiores do mundo em formação de voluntariado, é a “soma de experiências”.  “Eu acho muito apropriado essa expressão para falar da Concafras, porque o movimento é o encontro de muitos caravaneiros em busca de aperfeiçoamento, evolução e fraternidade. Sempre em construção”, pontua.

Durante a abertura da Concafras, na noite desse sábado, a vice-governadora Rose Modesto deu as boas-vindas aos participantes destacando a importância do voluntariado. “Vocês têm chegado onde o poder público deveria chegar, mas não chega. Ao apoiar um evento como esse o Governo não está fazendo favor algum, até porque vocês têm contribuído muito mais com nós. Se o trabalho que essa instituição faz deixar de existir, os desafios seriam muito maiores em Campo Grande, no Brasil e no mundo”, afirmou.

A edição de 2018, nas duas cidades, propõe uma profunda reflexão sobre um dos ensinamentos mais caros da Doutrina Espírita e de todos os cristãos, proferida por Paulo de Tarso: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm”. “Muitos lugares, muitas distâncias, muitas cidades, muitos países” reunidos na Concafras de Campo Grande, enfatizou o coordenador Vitor Rojas, na prece de abertura, ao rogar a Jesus para que “encha nossos corações de alegria nesses dias de bênçãos, paz, aprendizado e vivência”.

Espírita atuante e idealizador do Projeto Coletivo, o vereador municipal Lívio observou na solenidade de abertura que a importância da Concafras 2018 pode ser avaliada pelo apoio que o evento recebeu do Governo do Estado de MS. “É um recurso equivalente ao que muitos municípios destinam às festas tradicionais de Carnaval no Brasil, demonstrando o significado do encontro na multiplicação dos valores cristãos e espíritas”.

O vereador comentou, ainda, sobre a oportunidade de o evento promover uma reflexão quanto à situação que o país vive atualmente no contexto político. “Tudo que nós temos na política é reflexo da nossa participação e da nossa omissão. A Concafras nos proporciona uma avaliação do que queremos construir, lembrando sempre, como orientamos no projeto Coletivo que a mudança começa em mim”.

 

Programação - Domingo, 11 de fevereiro, pela manhã, será realizada a Campanha de Fraternidade Auta de Souza, que dá nome ao congresso. Todos os participantes, incluindo 250 crianças, vão percorrer seis bairros da Capital (Mata do Jacinto, Tiradentes, Flamboyant, Arnaldo Figueredo, Estrela do Sul e Maria Aparecida Pedrossian) levando uma mensagem espírita e pedindo doações de alimentos e/ou roupas usadas que serão distribuídos durante o evento para comunidades carentes.

Na segunda-feira, 12, à tarde, os congressistas poderão colocar em prática aquilo que aprenderam nos diversos cursos oferecidos. Os voluntários estarão no centro de Campo Grande, em asilos e núcleos de trabalhos sociais já desenvolvidos na cidade para atuar com crianças, jovens, adultos e idosos em situação de vulnerabilidade. Serão 16 locais com práticas de atividades com temáticas voltadas para a educação, assistência e promoção social, campanha de combate às drogas e ao alcoolismo e de prevenção ao suicídio e ao aborto. O evento termina na terça-feira (13) pela manhã.

Cursos oferecidos - A 62ª CONCAFRAS-PSE oferece mais de 140 cursos para os participantes escolherem em diversas áreas de atuação. Entre algumas opções estão temas como “Viver vale a pena, suicídio nunca!”, “Depressão à luz do Espiritismo”, “Alcoolismo”, “Relacionamento conjugal”, “Os exemplos de Jesus na educação dos filhos”, “Trabalho com idosos” e “Trabalho com gestantes”.

Os cursos são ministrados por voluntários especializados de diversas partes do país. Um deles é o médico cardiologista e físico Sérgio Thiesen que vai abordar o tema “Univeso e Vida” esclarecendo muitas perguntas que ainda persistem na mente da humanidade como a criação do mundo e se há vida em outros planetas.

“Embora a CONCAFRAS seja dirigida por grupos espíritas, ela tem o cunho ecumênico, já que a caridade não é patente exclusiva de nenhuma religião. Inclusive um dos cursos oferecidos será ministrado pela Irmã Aíla Pinheiro, uma freira que é grande pesquisadora dos textos bíblicos. O congresso vem ao encontro de todos que desejam fazer o bem e se sentir úteis na sociedade”, conclui Vitor Rojas.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews