Versão OriginalMenu
Da redação | 10 de Fevereiro de 2018 - 16:50:00

Conselheiros de assistência social tomam posse para mandato até 2020

Ao todo são 18 representantes governamentais e da sociedade civil

 Os conselheiros, para o biênio 2018-2020, do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS), foram empossados nesta sexta-feira (9.2), pela secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), Elisa Cleia Nobre, em cerimônia realizada na Escola do SUAS/MS “Mariluce Bittar”, na Capital.

A titular da Sedhast reforçou o compromisso de construção da política de assistência social, fazendo uma reflexão sobre o momento atual com o que de êxito se teve até agora. “Devemos olhar para o conselho e futuramente não dizermos apenas que fizemos parte, mas sim que efetivamente contribuímos para avanços e melhorias”, disse desejando sucesso para os empossados.

O presidente do Coegemas, Sérgio Wanderly, também presente na cerimônia, alertou que muitas decisões tomadas dentro do conselho afetam diretamente a vida de pessoas que dependem da política de assistência social, e por isso as questões devem ser amplamente debatidas no espaço que é propício.

Ao todo são 18 representantes governamentais e da sociedade civil. A representação da sociedade civil se dá por meio dos segmentos das organizações e entidades de assistência social, organizações dos trabalhadores do Sistema Único da Assistência Social (SUAS) e organizações e representantes de usuários. A escolha da representação da sociedade civil no conselho foi efetivada por meio de eleição.

Também participaram da mesa de abertura da cerimônia de posse a superintendente da Política de Assistência Social da Sedhast, Salette Marinho de Sá; representante do Fórum Estadual dos Usuários do SUAS, Maria Aparecida Borges; José Mario Antunes, secretário de Assistência Social de Campo Grande, e ainda a representante do Fórum Estadual dos Trabalhadores do SUAS, Márcia Abrão. Confira a lista dos nomeados:

Representantes da Sociedade Civil

Representantes de Entidades e Organizações de Assistência Social
1º Titular: Lar do Idoso (SIRPHA)
Representante: Maria Christina Gomes de Oliveira

2º Titular: Federação das Associações Pestalozzi do Mato Grosso do Sul
Representante: Maria Freitas dos Santos Ferreira

2º Suplente: Casa de Abraão
Representante: Edméa Almeida Couto

Representantes de Usuários da Assistência Social
1º Titular: Maria Aparecida Borges

Representantes de Entidades e Organizações dos Trabalhadores do SUAS
1º Titular: Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul – SINPSI/MS

Representante: Walkes Jacques Vargas
2º Titular: Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do MS (Crefito)
Representante: Janaína Silva de Carvalho Oliveira

Representantes governamentais
Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)
Titular: Salette Marinho de Sá
Suplente: Patrícia Tenório Borges Noleto

Secretaria de Estado de Educação (Sed)
Titular: Evanize de Barros Lima
Suplente: Maria Eulina Acosta de Freitas

Secretaria de Estado de Saúde – SES
Titular: Neiva Cristina Barbosa dos Santos
Suplente: Regiane Luz Ribeiro

Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública – SEJUSP
Titular: Nathia Aparecida Ayala Sant’ana
Suplente: Claudia Doriana Araujo Medeiros

Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de Mato Grosso do Sul (Coegemas/MS)
Titular: Maria Telma de Oliveira Minari
Suplente: Adnilson Vilalba Freires

Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)
Titular: Edna Bordon Lopes
Suplente: Daniela Oliveira da Silva Galvão

Ceas/MS

O Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas/MS) é um órgão de instância colegiada de caráter permanente e deliberativo, com representação paritária entre Governo e sociedade civil, responsável pelo controle social da política de assistência social de Mato Grosso do Sul. A ele compete aprovar a Política Estadual de Assistência Social; avaliar e fiscalizar os serviços de Assistência Social prestados pelos órgãos governamentais e não governamentais do Estado, especialmente as condições de acesso da população a esses serviços; indicar as medidas pertinentes à correção de exclusões constatadas; propor modificações na estrutura do Sistema Estadual que visem à promoção, proteção e defesa dos direitos dos usuários da Assistência Social, entre outras competências.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews