Versão OriginalMenu
Da redação | 18 de Junho de 2017 - 14:00:00

Virose na gravidez: causas e tratamentos

Grávidas estão mais suscetíveis ao contágio por meio do ar e alimentos infectados

A mulher quando grávida passa por uma série de mudanças no organismo, incluindo a maior fragilidade do sistema imunológico. A imunidade baixa é a porta de entrada para viroses que costumam atormentar a vida da gestante. A fase requer cuidado em dobro, visto que além de maior sensibilidade por conta das alterações naturais do corpo, o bebê depende da saúde e bem-estar da mãe para que possa se desenvolver de forma saudável.

É um momento cheio de novidades, alegria e curtição, mas que não devemos deixar de lado os cuidados essenciais para a saúde da gestante. Mesmo com a alimentação balanceada e ausência de comportamentos prejudiciais a grávida naturalmente terá queda no sistema imunológico. Isso ocorre devido as alterações hormonais e maior fragilidade do organismo e mecanismos de defesa.

O corpo humano diariamente possui contato com inúmeros micróbios e microrganismos, passando a tarefa de proteção ao sistema imunológico, que irá expulsar esses agentes.

Virose na gestação - É comum e pode fazer parte da vida das gestantes. A virose necessita de cuidados, mas ao seguir as orientações médicas não apresenta riscos ao bebê. A hidratação hídrica (consumo de água) é primordial para a saúde da mãe e da criança, portanto essa é a primeira medida de tratamento nesses casos. Confira os principais sintomas da virose, segundo o portal Trocando Fraldas:

Falta de apetite; Febre; Vômito; Enjoo; Diarreia; Cansaço; Mal-estar.

Ao sentir qualquer um desses sintomas é importante consultar o médico responsável pelo pré-natal. Um ou dois desses sintomas é o suficiente para verificar a causa do problema e buscar o tratamento.

Existem alguns tipos de vírus mais comuns nessa fase, como:

Rotavírus - pode ser transmitido facilmente. O contágio ocorre por via aérea (ar), mãos, água e alimentos;

Norovírus - seu contágio é possível através do consumo de alimentos infectados por coliformes fecais ou mal higienizados, comumente as opções que costumamos comer em locais públicos.  

Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews