Versão OriginalMenu
Da redação | 9 de Junho de 2017 - 19:45:00

Governo pede até 3 de julho para avaliar reajuste de servidores

Governador e secretários receberam integrantes do Fórum de Servidores
Governador e secretários se reuniram com sindicalistas nesta sexta-feira

O Governo do Estado recebeu integrantes do Fórum de Servidores de Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira (9.6) para tratar do reajuste salarial anual do funcionalismo público. O governador Reinaldo Azambuja, secretários estaduais e lideranças sindicais discutiram o assunto em reunião na governadoria.

“É importante lembrar que muito do que foi pactuado com as categorias foi cumprido. O governo não cessou e não cessará o diálogo, pois nosso interesse é buscar alternativas que atendam os servidores”, afirmou o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, após a reunião. Ficou acertado que no dia 3 de julho, o governo volta a se reunir com o Fórum.

Riedel explicou aos servidores que a concessão de reajuste aos servidores depende do crescimento da receita. “Estamos dependendo de situações específicas que o estado de Mato Grosso do Sul tem realizado em gestão para poder obter melhorias de receita”, pontuou.

Além do governador Reinaldo Azambuja e o secretário Eduardo Riedel, participaram das tratativas o secretário estadual de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis. Representando os servidores, estiveram presentes lideranças da Associação Beneficente dos Subtenentes, Sargentos e Oficiais oriundos do Quadro de Argentos Policiais e Bombeiros Militares de MS (ABSSMS), do Sindicato dos Policiais Civis de MS (Sinpol/MS), do Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social de MS (Sintss/MS), da Federação dos Trabalhadores em Educação de MS (Fetems), e do Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito de MS (Sindetran/MS).

Presidente da ABSSMS, Thiago Mônaco afirmou que o encontro foi classificado como avanço para as categorias. “Nossa intenção é sempre buscar essa negociação. Eles (Governo) nos apresentam que estão buscando recursos”, disse. Também participaram das discussões os deputados estaduais Cabo Almi, Coronel Davi, Mara Caseiro, Paulo Siufi e Rinaldo Modesto – parlamentares que formam comissão especial da Assembleia criada para acompanhar as negociações entre governo e entidades dos servidores estaduais.

“O Estado tem sido responsável e realizou correções e distorções históricas, além de promoções e progressões funcionais, e iremos buscar um denominador comum que possa abranger todas as categorias”, afirmou Riedel.

(As informações são da assessoria de imprensa do governo do Estado)

Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews