Versão OriginalMenu
Valdelice Bonifácio | 31 de Dezembro de 2017 - 09:00:00

Capital viveu angústia da busca pelo menino Kauan

Corpo de criança que teria sido estuprada, morta e atirada em rio nunca foi localizado
Kauan Andrade Soares, 9 anos, foi visto pela última vez em 25 de junho; ele teria sido estuprado e esquartejado e o corpo nunca foi encontrado

Kauan Andrade Soares dos Santos. É o nome traduz momentos de tristeza e revolta que viveram os campo-grandenses neste ano. O menino de apenas nove anos foi visto pela última vez em 25 de junho.

Segundo a Polícia Civil, ele teria sido estuprado até a morte, esquartejado e atirado no Rio Anhanduí. Porém, apesar das várias buscas, o corpo dele nunca foi encontrado.

O acusado pelo crime é um professor de 38 anos que está preso. Ele nega ter feito qualquer mal à criança. Contudo, o mesmo homem é suspeito de ter molestado outros adolescentes.

As imagens desta retrospectiva em fotografias mostram as persistentes buscas pelo corpo da vítima. Os protestos da família e o acusado na delegacia. As imagens são do fotógrafo do Diário Digital Marco Miatelo e Arquivo Pessoal da própria família.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews